12 de jul de 2011

Impressões sobre o Encontro Estadual das Artes Circenses de SANTA CRUZ DO SUL

Levei um tempinho pra escrever minhas impressões sobre o Encontro estadual das artes circenses por que meu corpo me fez entender umas coisas.


FUI ATROPELADO por um caminhão! Um caminhão com algumas toneladas...

Nele tinha um container de satisfação, outro de trabalho, outro com montagem e correria, um container de artistas cheios de ale...gria por estarem no picadeiro e outros por estarem se vendo alí da arquibancada. Tinha um container com mestres e esse era dividido por aprendizes e iniciantes da arte milenar do circo, outro era de "peões" que não pararam nenhum instante de carregar o piano, outro com tradicionais misturados com aqueles que vem de outros lugares. O motorista que, ao perceber que tinha me atropelado, veio ver se podia me ajudar a recuperar forças era a ALEGRIA. Essa estava deixando os olhos de todos umidos de satisfação, fez um trenzinho que mais parecia um baile no final do PALCO ABERTO e me disse que depois do atropelamento tudo valeu a pena.

Hoje, ao me recuperar de tamanho choque de VERDADE e disposição ouví da "minha pequena" que ela estava apaixonada por mim. As dores foram embora.

Resultado: um "baita" manifesto em forma de documento de uma classe unida em busca de luz e dignidade para o circo que fazemos aqui e para os nossos mestres que passam pelo estado, um colegiado escolhido democraticamente e pacificamente por mais de 75 pessoas das 450 envolvidas no ENCONTRO, a missão de levar em frente essa união por muito mais tempo e com a mesma força. Além de um LINDO Palco Aberto, 25 oficinas pelo estado, dez redes virtuais de circo por todo o Brasil, entre outras coisas.

Sou grato por todos que estiveram por perto e por dentro desse lindo ENCONTRO. Aos que estiveram de fora e torceram para que isso tudo fosse adiante também. Aqueles que ficaram só olhando o atropelamento, lamento informar, ninguem saiu ferido!

VIVA O CIRCO BRASILEIRO!!!