12 de jul de 2011

Impressões sobre o Encontro Estadual das Artes Circenses de SANTA CRUZ DO SUL

Levei um tempinho pra escrever minhas impressões sobre o Encontro estadual das artes circenses por que meu corpo me fez entender umas coisas.


FUI ATROPELADO por um caminhão! Um caminhão com algumas toneladas...

Nele tinha um container de satisfação, outro de trabalho, outro com montagem e correria, um container de artistas cheios de ale...gria por estarem no picadeiro e outros por estarem se vendo alí da arquibancada. Tinha um container com mestres e esse era dividido por aprendizes e iniciantes da arte milenar do circo, outro era de "peões" que não pararam nenhum instante de carregar o piano, outro com tradicionais misturados com aqueles que vem de outros lugares. O motorista que, ao perceber que tinha me atropelado, veio ver se podia me ajudar a recuperar forças era a ALEGRIA. Essa estava deixando os olhos de todos umidos de satisfação, fez um trenzinho que mais parecia um baile no final do PALCO ABERTO e me disse que depois do atropelamento tudo valeu a pena.

Hoje, ao me recuperar de tamanho choque de VERDADE e disposição ouví da "minha pequena" que ela estava apaixonada por mim. As dores foram embora.

Resultado: um "baita" manifesto em forma de documento de uma classe unida em busca de luz e dignidade para o circo que fazemos aqui e para os nossos mestres que passam pelo estado, um colegiado escolhido democraticamente e pacificamente por mais de 75 pessoas das 450 envolvidas no ENCONTRO, a missão de levar em frente essa união por muito mais tempo e com a mesma força. Além de um LINDO Palco Aberto, 25 oficinas pelo estado, dez redes virtuais de circo por todo o Brasil, entre outras coisas.

Sou grato por todos que estiveram por perto e por dentro desse lindo ENCONTRO. Aos que estiveram de fora e torceram para que isso tudo fosse adiante também. Aqueles que ficaram só olhando o atropelamento, lamento informar, ninguem saiu ferido!

VIVA O CIRCO BRASILEIRO!!!

8 de jun de 2011

3 de mai de 2011

novidades sobre o circo na conferencia estadual de cultura

Olá amigos e colegas do circo.

Estamos vivendo um momento muito especial no circo Brasileiro e, eu diria, do circo que fazemos aqui no estado do Rio Grande do Sul. Porém, para comentar as boas novas, quero utilizar um parágrafo inspirador do texto chamado “A arte do insólito” de Alice Viveiro de Castro que diz:

“O Circo é a arte do insólito, do inesperado, do surpreendente. Gente que faz coisas inimagináveis, de deixar outras gentes de boca aberta e com o coração na boca. O Circo é a arte de realizar proezas, enfrentar riscos, colocar-se à prova apenas pelo prazer de surpreender e encantar o público. O Circo é a arte do diverso. Tudo cabe debaixo de uma lona, tudo pode entrar na roda mágica do picadeiro.”

Nos últimos anos temos visto ou ouvido falar do nascimento de novos grupos e artistas independentes que pesquisam e fazem circo nas diversas regiões do nosso estado. Além disso, recebemos alguns circos itinerantes do centro e nordeste do país, que com muito esforço e coragem se propõem a fazer temporadas no extremo sul do Brasil apesar do nosso rigoroso clima.

Nesse ultimo final de semana tivemos a oportunidade de ouvir e sermos ouvido pelo atual secretário de cultura do estado Sr. Assis Brasil, além de representantes do MINC, Conselho estadual de cultura, produtores, gestores públicos e privados, sobre a construção de um novo plano estadual de cultura.-CONFERÊNCIA CULTURA PARA O RIO GRANDE CRESCER- Antes desse encontro estadual foram feitos alguns encontros regionais por todo o estado. Alegrete, Pelotas, Santa Cruz, Santo Ângelo, Passo Fundo, Caxias do Sul, Porto Alegre e Cruz Alta. A região que mais contou com a presença de circenses foi ALEGRETE. Em Santa Maria havia somente representantes de uma das companhias locais, uma pessoa de Rio Grande e quatro pessoas de Porto Alegre. Em síntese, nessa conferencia foi proposto pela DANÇA e pelo TEATRO que fossem criadas 3 SETORIAIS dentro da secretaria de cultura do estado. A partir de agora as artes cênicas estarão representadas pelos três setores – CIRCO, DANÇA e TEATRO-

Podemos seguir o exemplo de organização e articulação da galera da DANÇA, do TEATRO e da RBTR (rede brasileira de teatro de rua) além dos estados que, há mais de 5 anos, tem se debruçado sobre as questões em comum da classe CIRCENSE. Aliás, TEMOS de fazer isso para que criemos lucidez sobre as necessidades de nossa classe. Vimos que por aqui a gente ficou buscando caminhos para desenvolver essa consciência de coletividade após a CONFERENCIA NACIONAL DE CULTURA de abril de 2009 onde foram criadas algumas representações do colegiado de circo. A partir dessa ocasião, somos representados por Tainá Borges- POA e Filipe Severo-S. Leopoldo. De lá pra cá foram feitos alguns encontros coletivos com representantes de grupos e artistas independentes na região metropolitana.

Agora temos um encontro marcado com o secretário de cultura do estado e seus representantes na cidade de Santa Cruz nos dias 08 e 09 de julho. Esse encontro contará com a presença dos circenses de todo o estado. Estaremos debatendo os interesses em comum e a nova panorâmica de acesso aos editais que já existem assim como os novos. Teremos alguns convidados dos estados que estão nesse debate a mais tempo além de oficinas de técnicas circenses, noite de GALA e Palco Aberto. Será uma ocasião muito importante para vermos e conhecermos a identidade dos trabalhos desenvolvidos aqui no estado.

Comente com seus colegas e alunos, alugue uma van ou um ônibus e venha para Santa Cruz para participar da construção do novo plano de cultura do estado e do modelo da setorial de circo na secretaria de cultura do estado- SEDAC.

Atenciosamente. Ben-Hur Pereira Circo Petit POA-RS

O SATED-RS é uma entidade trabalhista que esta voltada para o ambiente de trabalho dos profissionais de suas áreas. A partir dessa gestão foi criada um representação de circo na diretoria, tendo a mim como diretor de circo e tendo a SEGURANÇA e FORMAÇÃO como principais eixos de trabalho. Apoiamos a 12° Convenção Brasileira de Malabares e Circo que aconteceu em São Leopoldo no ano passado com a vinda de dois grandes conhecedores nessas duas áreas. As demais necessidades e reivindicações para nossa categoria deverão partir da consciência e organização dessa setorial. Assim teremos voz e representação de toda a classe. Ben-Hur Pereira Diretor de circo do SATED –RS Sindicato do artistas e trabalhadores na área do entretenimento e diversão do Rio Grande do Sul


15 de mar de 2011

muitas novidades

Uma viagem inesquecível de 8.000km. Do RS até a Bahia...